26 setembro, 2010

Uma glândula especial para flutuação.

por
Casal de patos Mandarim no parque de Köln por Isaías Malta
A flutuação das aves depende de algumas características como a estrutura das penas que permitem um fluxo de ar. A estrutura dos ossos que são ocos e leves. A presença de sacos aéreos e de pulmões grandes que diminuem a densidade relativa da ave em relação a água.

Localização da glândula uropigial

Mas nada disso bastaria se as penas não fossem impermeáveis. Para impermeabilizar as penas as aves dependem da presença de um tipo de glândula sebácea: A glândula Uropigial, que atinge maior tamanho nos machos que nas fêmeas.
Ativação
É realizada pela pressão realizada pelo bico pela própria ave.

Gaivota Larus argentatus
Sua secreção é distribuída sobre as penas também com o bico.
Mimus longicaudatus "encerando as penas"
Como funciona?
Ela produz uma secreção gordurosa (oleosa da família dos cerídeos) que a ave utiliza para lubrificar as penas.

Esta secreção tem a coloração branco-amarelada, e a sua composição química pode variar de uma espécie a outra de ave.

Além da função impermeabilizadora das penas, suprimem crescimento de microorganismos e possui precursores de vitamina D3.

Problemas com a glândula:
As ectoparasitoses (parasito que vive na superfície do hospedeiro), podem causar
uropigites. Nas grandes infestações por piolhos, em virtude do prurido que estes
parasitas causam, a ave pode ferir a glândula com o bico ao se coçar.

O resgate de aves aquáticas:
Como salientado anteriormente, esta glândula tem importância maior para as aves aquáticas, pois sem a impermeabilização das penas elas não conseguem flutuar. Por tal motivo aves resgatadas de derramamento de óleo, após serem lavadas são mantidas em quarentena num cativeiro até que tenham tempo de reimpermeabilizar suas penas.

Pinguim resgatado coberto com petróleo sendo lavado.

Por que os derramamentos de óleo são tão prejudiciais às aves marinhas?
O simples peso do óleo sobre as penas muitas vezes as impede de voar ou de nadar.
O filme que envolve os animais também altera seu equilíbrio térmico, e eles podem morrer de frio ou de calor, dependendo da estação.

Pelicanos cobertos com petróleo no golfo do México
Referências e fontes de imagens:
A cidade (jornal). Cem pinguins sujos de petróleo chegam à costa uruguaia
Gaivotas Larus argentatus ativando a Glândula Uropigial.
HORTON, Jennifer. How do ducks float?
Mimus longicaudatus "encerando as penas".
O diário da encosta da serra
PESSOA, Alexandre. Glândula uropigiana das aves domésticas, exóticas e silvestres
ROCHA, Délcio. GLÂNDULA UROPIGIAL DE AVES. Publicado em Ambiente em foco, 2006. 
UOL. Petróleo faz com que aves deixem de voar e de mergulhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails