19 maio, 2010

Parasitismo extremo: quando o parasita se torna parte do hospedeiro!

por

Este é o caso de um pequeno crustáceo parasita capaz de substituir a língua do seu hospedeiro, no caso o peixe “Luciano” (Lutjanus guttatus), que continua a se alimentar normalmente, enquanto o crustáceo aproveita o muco e restos alimentares dentro da boca.
O crustáceo em questão é da espécie Cymothoa exígua. Há muitas espécies do gênero Cymothoa, que parasitam as guelras de peixes, mas apenas C.exigua é conhecido por consumir e substituir a língua do hospedeiro.

Estratégia: ele entra pela guelra do peixe e se prende à língua furando a artéria para sugar o sangue. Porém, com a falta de oxigenação a língua atrofia e encolhe, mas o C.exigua se prende firmemente aos músculos da base da língua e o peixe se torna capaz de usá-lo como uma língua normal. Parece que o parasita não causa qualquer outro dano ao peixe hospedeiro (Wikipédia).

Em 2005, um dos peixes com este parasita foi descoberto no Reino Unido. Como anteriormente ele somente fora encontrado em peixes obtidos ao longo da costa da Califórnia, especulou-se que seu território poderia estar se expandindo ou então o peixe parasitado poderia ter sido levado “de carona” em algum barco e seu aparecimento no Reino Unido seria apenas um incidente (Wikipedia).

Este caso não é nenhuma novidade, mas pela sua excentricidade merece ser linkado para que possam ser obtidas outras informações e imagens. Para isso, podem ser visitadas três fontes: 1- Wikipedia, 2- MDig e 3- Rainha Vermelha.

Um comentário:

  1. Ayrton Denner8/6/11

    Cara fiquei abismado com isso... pensou vc vai pecar e se dá de cara com um "alien" na boca do peixe!!!
    aaa eu jogar o peixe de volta na hora!!!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails