11 fevereiro, 2009

O papel dos parques urbanos na educação ambiental.

por
Os parques urbanos desempenham um papel de destaque para manter viva a aproximação entre o ser humano e o ambiente natural, mas para isso é necessário que haja um intenso cuidado, a fim de não se tornarem “Terra de Ninguém”.

1-Vista aérea Redenção
1-Vista aérea da Redenção.

Os parques urbanos são espaços públicos e gratuitos que oportunizam momentos de reencontro com o ambiente natural ou com a vida rural, quebrando a dureza do concreto e do trânsito construídos pelo ser humano e possibilitando momentos de maior liberdade e devaneios.
2-Detalhes do parque de Berlim
3-Detalhes do parque de Berlim
2-3-Detalhes do parque de Berlim em que se observam os contatos entre o ambiente construído e o natural.

A possibilidade de devaneio depende da certeza da segurança. Para isso, os parques devem ser mantidos e cuidados. Em parques alemães como o de Köln há marcas nas árvores, indicando que elas estão sendo constantemente observadas para serem cortadas sempre que houver perigo de caírem.
4-Árvore marcada para ser cortada
4-Árvore marcada para ser cortada.

5-Troncos de árvores cortadas
5-Troncos de árvores cortadas são amontoados para serem posteriormente utilizados pela prefeitura de Köln.

Em Viena, os arbustos cobertos durante o inverno indicam que este local está sendo constantemente vigiado e preservado. Além disso, estes cuidados mostram que as relações entre o ser humano e a natureza podem ser harmônicas e nós nos constituirmos em um fator de preservação, em vez de destruição, chamando a atenção para nossa responsabilidade de manter o local limpo.
6-Viena arbustos cobertos
6-Arbustos cobertos em Viena.


Em alguns parques podem ser realizados passeios a pé ou de bicicletas e observadas cenas rurais, como em Köln onde há um rebanho de ovelhas, sendo diariamente pastoreado.
7-Rebanho de ovelhas ao longo do passeio
7-Rebanho de ovelhas ao longo do passeio

8-O cão pastor se dedica ao seu trabalho
8-O cão pastor se dedica ao seu trabalho sem se deixar intimidar pelos visitantes curiosos.

O contato entre o ambiente natural e o construído permite a comparação entre tecnologias antigas e modernas. A velha pastora evita olhar para máquina fotográfica enquanto realiza um trabalho usando procedimentos milenares vestindo indumentária contemporânea para proteger-se do frio. Um carrinho de bebê sofisticado possibilita uma convivência confortável desde os primeiros anos com ambientes naturais, mesmo no frio inverno alemão. Estas imagens indicam que algumas coisas permanecem, enquanto outras mudam.
9-A pastora e seu rebanho
9-A pastora e seu rebanho.

10-Homem passeando com bebê no parque de Köln
10-Homem passeando com bebê no parque de Köln.

O contato com animais selvagens “urbanizados” também é possível em parques. Em geral, podem ser observadas aves, mas também podemos visualizar e até tocar em alguns mamíferos conhecidos ou não.
11-Casal de patos Mandarim se preparando para uma soneca
11- Casal de patos Mandarim se preparando para uma soneca.

12-Pequeno esquilo entre galhos e o inicio do brotamento
12-Pequeno esquilo entre galhos e o inicio do brotamento.

13-Harém de renas anãs, com o macho à frente
13-Harém de renas anãs(?), com o macho à frente, circunda mulher e criança na perspectiva de receber pedacinhos de pão.

14-Cisne se aproxima curioso
14-Cisne se aproxima curioso com a perspectiva que o fotógrafo lhe presenteie com algum quitute.

Outro encontro presente nos parques é o da natureza e com a arte, dessa forma durante os devaneios é possível sensibilizar o olhar para obras de arte e ser sensibilizado por elas.
15-Escultura contemporânea no parque de Köln
15-Escultura contemporânea no parque de Köln.

16-Anjo da Paz no Centro do Parque de Berlim
16-Anjo da Paz no Centro do Parque de Berlim reúne os fragmentos de um parque que é recortado por largas avenidas.

17-Chafariz Redenção
17-Escultura em fonte do Parque da redenção em Porto Alegre.

18-A parede de vidro
18-A parede de vidro na construção à beira do Parque de Köln possibilitou uma decoração mutável pelas transformações sazonais, ângulo de observação e luminosidade que incide sobre a vegetação.

Um passeio por um parque pode aliviar as tensões do ambiente urbano e possibilitar atividades físicas saudáveis como caminhadas ou corridas. Para tanto, estes espaços gratuitos, que constituem um patrimônio comum dos munícipes, precisam ser priorizados pelo poder público que deve garantir a sua preservação e proteção, a fim de que possam ser utilizados como espaços de educação por pais e filhos ou por grupos de estudantes e professores, pois a convivência em ambientes naturais favorece a sensibilização pelas questões ambientais.

5 comentários:

  1. Há gostei da seleção de fotos e também da comparação e tal dos parques, diria até que há uma grande diferença com os nossoas aqui no brasil rsrs claro :P


    Mas enfim.. parabéns pelo post :)

    ResponderExcluir
  2. Vivo Verde,
    Muito obrigada pelo cmentário. Realmente, há grandes diferenças daqueles parques com os nossos. Em especial a intensa urbanização européia tornou imprescindíveis estes espaços. A idéia do post foi chamar a atenção para a necessidade de manutenção de parques e praças no Brasil, pois somente com segurança é que estes ambientes são bem utilizados.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite!! Gostei do seu post em seu blog gladis...por incrível que pareça me ajuda na minha monografia que estou fazendo sobre educação ambiental no parque estadual da cidade que resido, adorei as fotos e os comentários delas...mas gostaria de saber em que cidade e estado da Alemanha fica esse parque. E por mais uma coincidência, além de vc ter comentado deste assunto em seu blog, tb tenho o sobrenome igual ao seu.
    Aguardo sua resposta
    pode mandar e-mail: mone_cunha@hotmail.com
    Bjos!!
    Até mais!!

    ResponderExcluir
  4. Os parques fotografados foram em Berlin e Colônia (Köln) na Alemanha, também há fotos de Viena junto aos museus da música, Sissi, etc e da Redenção em Porto Alegre (obtidas da net).
    Com exceção das imagens da Redenção todas as demais são próprias e clicadas por Isaías Malta. A maioria das fotografias é de Colônia e foram fotografados em jan/fev de 2008.

    ResponderExcluir
  5. Curitiba também é bastante conhecida pelos seus parques urbanos. Alguns deles foram criados para resolver problemas ambientais, como cheias de rios, por exemplo.

    Como em Colônia, também temos carneiros em alguns parques (Barigui e São Lourenço) que aparam a grama. Impressionante como eles são pacíficos e obedecem seus treinadores.

    Aqui, alguns parques mantêm pontos de compostagem, que transformam os resíduos (folhas etc.) em adubo para o próprio parque.

    Além do contato com plantas e animais (desde patos até capivaras, além dos carneiros), atividades gratuitas como prática de tai chi chuan, meditação, histórias para crianças, equipamentos de ginástica ao ar livre e outras motivam as pessoas a visitarem os parques.

    Fotos dos parques de Curitiba podem ser encontradas no site: www.parquesepracasdecuritiba.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails